O maior aprendizado que este ano trouxe pra gente: estar perto pode não ser físico. No distanciamento social, a aproximação humanista. Sem abraço apertado, mas com o coração espaçoso. Aberto às trocas e aos compartilhamentos.

De um jeito impensável ontem, passamos a viver o hoje de cada dia. Dias e meses de um ano histórico em nossas trajetórias. Desafios terminam com fios. Pois bem. Puxamos os fios da criatividade para transformar situações desconhecidas em conhecimentos.

Na Linha do tempo Apoio 2020, momentos marcantes por segundo. Do começo ao fim. Do carnaval presencial ao isolamento social. Imersões pedagógicas inusitadas, reinvenções de espaços e vínculos, alquimia de tecnologias e estratégias para a melhor transmissão dos conteúdos. Formatos paralelos com participações de escritores, músicos, médicos, psicólogos e ativistas. Celebrações virtuais de São João, do Dia das Crianças, das homenagens aos professores, do precioso letramento, da despedida de nossos queridos alunos do nono ano, das culminâncias de todos os ciclos. Diferente, mas longe do indiferente.

Aprender a reaprender foi nossa frase de cada instante. Crescemos. Expandimos nossas mentes. Alongamos nossas pernas. Esticamos nossos braços. Brações! Abertíssimos para receber você, 2021! Pode chegar que a gente acolhe.