E essa palavra tão brasileira: saudade. Que tem origem no banzo dos nossos ancestrais africanos. Por estarem longe de sua terra, de sua casa. O colégio é nossa segunda casa. Teria expressão melhor que ela para expressar o que sentimos com todos distantes da nossa casa-colégio? Teria: desejo do reencontro.

Para acolher a Família Apoio, toda, a equipe inteira preparou tudo com o maior carinho. No dia 10 de novembro, recebemos o Fundamental 2, em sua volta presencial, de modo bem cuidadoso. No mesmo instante, aprendemos a ler sorrisos largos em olhos emocionados. Sim! A mágica do rever, em tempos de máscara, faz olhos virarem bocas e rirem um bocado, viu?

Nessa terça-feira, 17, iniciamos o Fundamental 1. Diante de tanta poesia, lembramos da escritora Roseane Murray: “ O mundo é sempre novo e a terra dança e acorda em acordes de sol. Faça do seu olhar imensa caravela".

Caravelemos, educadores e estudantes, nessa inédita aventura.